quarta-feira, maio 26, 2010

Esta deveria ser sempre a última canção do dia...Sempre! ( CLIQUE NO LINK ABAIXO)

ONE - U2 (letra e vídeo)


Nota Explicativa: Eu disse p o Will que escreveria sobre preconceito hoje no blog. Mas, estou cansada e amanhã será um dia importante para mim e estou sem forças para escrever. Por isso, decidi pegar um texto q já havia escrito algum tempo atrás...
A TRILHA SONORA DO DIA: MEU DESEJO É QUE ELA SEMPRE FOSSE A ÚLTIMA CANÇÃO ANTES DO DIA TERMINAR.

O coração e a razão -  Daniela Bueno

A gente recebe o tempo todo um bombardeio de informações sobre relacionamentos, amor, sexo e paixão. Mas, o negocio é que pra mim essas coisas não tem uma receita pronta. Não dá pra seguir modelos. Cada caso é particular. E o que os torna parecido são as emoções e os sentimentos. O sentir. E pelo o que eu sei sentimentos ainda são um mistério, por mais que algumas pessoas tentam explicá-los cientificamente, não? Eu numa analise pessoal de alguns relacionamentos e de algumas pessoas percebi que a maioria das pessoas nunca se casam ou namoram com quem tem um relacionamento impulsivo, irracional, louco, movido apenas pelo coração... Geralmente, elas se casam com planos de vida; e antecipadamente já planejam o dia, a festa, os gastos, o futuro, por isso não há nada mais racional que o casamento. Não que isto esteja errado, de forma alguma. Alias, eu acho que eu deveria começar a agir assim... Ou talvez não... Não sei ainda. 

Porque eu sou uma mulher irracionalmente irracional, movida por impulsos e por sensações que fazem meu corpo e minha cabeça desordenar... Gosto de sentir meu coração bater forte no peito, pra ter a certeza que estou viva. Acho que o romântico mesmo seria me casar sem hora e dia marcado. Olharíamos um pra cara do outro e pronto. Nunca gostei de racionalizar sentimentos. Mesmo que às vezes seja necessário... Nunca gostei de calmarias e de coisas fortuitas, fugazes ou certinhas e planejadas demais. Talvez esse seja meu erro? Ou talvez essa seja minha salvação? A paixão e a volúpia me dominaram sempre! Toda minha curta existência foi assim... Talvez, será pra sempre. O amor? Ah! O amor! Sou movida por ele. Por mais que digam que a gente é que complica a vida, eu não consegui entender esta frase até hoje. Por favor, alguém me explique. E nem admitir que tudo seja tão simples... Mas...

ARTE PARA ADORMECER:  (Novo espaço cultural deste blog. ) Aceito sugestões. rs


 Mulher e lua...





Poesia... 

É ele subitamente: agora ou ontem, amanhã, não há nenhuma indicação prévia, ele está ou não está; nem posso dizer que vem, não existe chegada nem partida; ele é como um simples presente que se manifesta ou não neste presente sujo, cheio de ecos de passado e obrigações de futuro. O abismo entre o que ainda continua aqui mas vai se entregando cada vez mais aos gumes nítidos das coisas deste lado, ao corte das palavras que continuo escrevendo e que já não são aquilo que continua aí, mas onde, como... escrevendo ao menos luto contra o inatingível, passo os dedos das palavras pelos vãos desta trama finíssima que ainda me atava ao banheiro, à torradeira, ao primeiro cigarro, que ainda está aí, mas onde, como; repetir, reiterar, fórmulas de encantamento... 
Octaedro, Julio Cortazar

2 comentários:

WiLL disse...

Danizinha:
Não concordo qdo vc diz que não gosta de racionalizar sentimento. Se assim não quisesse fazer, não escreveria sobre eles, não acha?
Todo esse questionamento acerca dos sentimentos já não é uma tentativa de racionalizá-los, de entendê-los?
Concordo com vc qdo diz que não há uma receita pronta para relacionamentos, amor, sexo e paixão. Cada relacionamento é diferente do outro, pq vc é diferente amanhã e a outra pessoa tb. Ainda q seja vc mesma, é um outro vc.
Olha, acho que quem casa realmente planeja isso. Só vc q quer dar d cara com alguém e PUF casar rs.
Coisa linda da minha vida.
Te amo
bjokas

Anônimo disse...

linda! vc é linda!