domingo, julho 11, 2010

Queria falar sobre o girassol

Ah, se eu conseguisse escrever sobre o girassol! Eu escreveria coisas tão bonitas! Eu escreveria coisas boas quase impressionistas. Queria que meu texto fosse impressionista. Queria a mistura de cores nele e, tb, todo o amarelo do mundo...Mas, ele ainda continua em preto e branco. E ai?

Queria poder olhar por horas um girassol e tentar entender o seu segredo. Por que tanta dependência do sol? Por que tenho tanta obsessão por esta flor amarela? Vicent me entenderia... Eu tenho muito de Vicent. Muito. Ah! Queria tocar a o girassol todos os dias e ter coragem de contemplá-lo diariamente, queria olhar para ele com olhos bem abertos. Mas, há beleza que machuca. Há beleza que é incompreensível aos olhos... E pode ferir. Por isso, Mário Quintana já dizia: O q seria do amarelo, senão fosse Van Gogh? Nada... 

 Os girassóis - Van Gogh
Queria pintar girassóis. Tá certo que tentei pintá-los, mas meu girassóis são amadores e sem contornos. Contudo, há uma replica dos Girassóis do Van Gogh na minha parede. A mesma replica que me dá coragem de rascunhar e tentar me aventurar no mundo das cores sem medo de parecer ridícula. 

O fato é que a vida do girassol é forte demais para mim. Muita intensidade em tão pouco tempo de vida. Morrer no ápice da vida me parece uma boa forma de partir. Talvez. O girassol me cega com raios, preciso aprender a girar para me sentir menos intimidada por tanto brilho. O que eu queria mesmo era encarar o girassol. 
Monet - também pintou girassóis
O girassol é difícil de entender. E, além disso, não teria forças para conseguir essa compreensão. O girassol é inacessível a mim, contudo é minha obsessão mais presente. Se eu puder conhecê-lo por inteiro, penetrar em suas pétalas, ver pela retina da sua corola e encarar o sol de frente. Ai se eu pudesse descobrir a Daniela dentro do girassol. E assim, o meu inteiro ser. 

TRILHA SONORA DO DIA - IRA - O GIRASSOL -  http://www.youtube.com/watch?v=8iBHIBlqTsc

4 comentários:

WiLL disse...

"Queria falar sobre o girassol" na verdade quer dizer "queria falar sobre mim", "queria dizer que estou angustiada, que sou humana e hj não estou me sentindo bem, "queria dizer que minha autoestima está baixa".
Queria apenas a coragem de contemplar o girassol? Ou busca outra coragem entro de vc mesma?
"Morrer no ápice da vida me parece uma boa forma de partir" Está dizendo isso pq não se sente no ápice? Nem morrer conseguiria?
Quanta fraqueza! Quanta humanidade.
Até triste vc é poética.
Linda.
Te adoro.
Bjokas

Anônimo disse...

To aqui a horas, ja reli este texto (e outros ) várias vezes pra tentar achar palavras pra comentar... MAs meu vocabulário é sempre crú, e eu não queria limitar meu comentário a: ESTE TEXTO É DO CARALHO!.. poxa, se eu fizesse isso ia pegar mal pra caramba...

Adoro a Frida Khalo pela sua capacidade de colcoar pra fora tantos sentimentos com suas pinturas. Acho que vc faz isso com as palavras. Sem te conhecer, é difícil saber oq vc sente e o que alimenta estest textos, mas é perceptível que o sentimento está ali e só os olhos mais cuidadosos podem ver...

Lendo seu blog, me sinto apreciando uma obra de arte, me esforçando pra tentar ler estes sentimentos que estão escondidos por tras das belas palavras..

parabens....

@thiagobeleza

Cristian Korny disse...

os girassóis são órfão à noite:O)

Eles me chamam de Sobrecomum disse...

Girassol só olha prosol pq não sabe a força que tem. Se bem que esse olhar é o olhar de Narciso. É uma grande for que de flor mesmo quase não tem nada. Pq é todo semente, todo doação, todo entrega. E vira comida de passarinho em casa de aves. É barato, germina fácil, se perde olhando o sol enquanto a vida passa e quase sem pétalas deixa todas as suas lágrimas em forma de semente caírem ao chão. Na verdade não há ndad de nobre no Girassol, só o Van Gogh. E digo isso pq tenho uma reprodução em casa também. É tão bonito que nem consigo olhar as vezes.