quinta-feira, julho 22, 2010

Marx e sua influência na literatura e sociedade

É incontestável: a filosofia e a sociologia têm uma grande influência na formação no processo artísticos e na sociedade. Nesta semana pensei em escrever sobre o filme “Abraços Partidos” do Almodóvar, na verdade até rascunhei os escritos e eles ficam para semana que vem, pois a vontade de compreender a arte e a paixão falaram mais alto, mesmo porque para se falar de arte: literatura, cinema e outros; além de sentirmos, precisamos entender alguns conceitos e pensamentos e agora sinto necessidade de falar de um intelectual que influenciou todos meus ícones e referencias artísticas, seja na literatura, no pensamento, ou na arte: Karl Marx.

É nos escritos de Marx que se encontram as primeiras reflexões sobre as relações entre a arte e a sociedade. Marx não escreveu obras literárias, mas suas teorias são citadas em obras de grandes escritores, ou mesmo em teorias sobre a linguagem e dos conceitos de intertextualidade.

Para Marx a arte reflete a realidade objetiva, essa por usa vez não é abstrata e universal, mas concreta e histórica, consequentemente, toda a arte transfere comportamento culturais, sociais e até econômico de uma época, sendo o realismo a principal categoria estética do seu pensamento.

Para o filosofo as criações artísticas expressam interesses das classes sociais que as produzem, e assim sendo, têm valor documental, pois, examinando seus objetos culturais e literários, é possível conhecer as tendências ideológicas dos grupos dominantes. Ou seja, sob esse aspecto a arte reflete a sociedade, de que decorre seu caráter realista, e, por sua vez, o artista pode transcender todas as barreiras e refletir as mazelas humanas e sociais. A grande arte sempre é aberta a reflexão e proporciona mudança no homem.

Marx é uma paixão, assim como Saramago, Van Gogh e tantos outros. Saramago também era apaixonado pelo marxismo. Inclusive, em uma de suas entrevistas Saramago confessou que a atração inicial que o uniu a Pillar( sua esposa) foi intelectual: a paixão pelo marxismo. Enfim, só apaixonados para entender...tanta liberdade!

Nota: Uma vez assisti a uma entrevista com o presidente Lula, na qual ele dizia q nunca lera Marx, mas que o conhecia na prática. Achei tão sensível e verdadeiro, visto que Marx sempre buscou a prática de suas idéias.

Nota2: A Daniela Paula é completamente apaixonada por Marx.

TRILHA SONORA DO DIA - O RAPPA - MINHA ALMA -

4 comentários:

WiLL disse...

Muito bem, dra. marxista!!!
Belo texto, bem expressivo. Hj vc está com a corda toda pelo jeito.
bjos

Anônimo disse...

Dialética na poesia, na vida e no homem. Vc respira Marx mocinha! Adorei o texto e realmente o Will tem razão, vc tá com a corda toda. Será q p é por que vai viajar? Já tá em SP?
Suas leituras me influenciam muito, obrigado por compartilhar tanto conhecimento e sentimentos, MARAVILHOSA!
BJOS DO JÚNIOR

Cristian Korny disse...

eu também sou marxista, mas da linha groucho marx:O)

Tiago leal disse...

Eu adoro ler esse seu blog pq é tão rico de temas e de tão fácil leitura. È uma escritora de mão cheia e coração idem. Beijos