quarta-feira, junho 09, 2010

Um post que pode ser censurado

    De tanto uns amigos adolescentes insistirem resolvi assistir ao clipe  Alejandro da Lady Gaga. E confesso, a alienação tomou conta de mim. RS Tá certo que uma alienação consciente, pois tenho noção de tudo, inclusive do que é arte ou somente entretenimento. A Lady Gaga é um produto, e como qualquer produto fabricado é testado antes de ser lançado para o grande público. E ela deu certo. Contudo, ela me remete a outro produto dos anos 80: a Cindy Lauper, a minha musa e diva. Hahaha 

 O amor em várias linguas...


   Bom, o fato é que o clipe não me levou a Cindy Lauper e sim a Madonna dos anos 80. Tudo bem que cantoras pops norte-americanas não têm muito que inovar, mas esta lembrança foi agradável, primeiro porque me levou à canção “like prayer” da Madonna, a qual eu adorava, na verdade não pela música em si, mas pela subversão que ela me promovia: blasfêmia, erotismo e muita dança. Certa rebeldia que me vestia bem, apesar de toda cultura pop contida nela. Às vezes, a rebeldia manipulada pode ser interessante... Hoje mais consciente penso assim. 

   O que os dois clipes têm em comum? Muito erotismo e religião. Confesso!!! Essa mistura me excita e me deixa a flor da pele: com os sentidos gritando, quase berrando e totalmente sem controle. A ligação sexo e religião já foram conectadas por vários artistas, cineastas, etc. Mas, é na cultura pop ela ganha conotação de escândalo, talvez, pelo fato de ser voltada a massa e ao consumo, pois como qualquer produto precisa ser vendido. Não que a arte enquanto obra aberta não escandalize, mas para apreciá-la é necessário certo refinamento. E muita reflexão. Enfim... Muito trabalho e muito mais sentimento e sensibilidade. A arte salva vidas: salvou a minha. Um dia conto aqui.  

 C'est L'amour...


   Mas, quando a cultura pop escandaliza confesso q sinto um prazer clandestino. Impossível de se descrever. A religião e o sexo são duas coisas muito próximas. Quando penso na liturgia da missa católica não imagino nada mais erótico: um homem nu numa cruz, várias pessoas o adorando, outros santos (os quais por sinais são bonitos e eróticos), o padre a certa altura da liturgia manda até comer a carne... o vinho. Enfim... Quanta sexualidade, quanta pragmática por trás do ato litúrgico. É só reparar. Talvez, seja blasfêmia. Mas, eu adoro ser assim. Pra mim igrejas são lugares sexualmente muito atrativos. Talvez, por isso a castidade... RSS Ou a hipocrisia de não ser humano e não deixar os instintos agirem... A igreja sempre castrou o natural. Por isso tanta gente doente sexualmente. Ah! Que fique claro, este texto não tem pretensão de atacar a instituição igreja, apenas de relatar meus sentidos e minhas sensações diante da vida e da música. E eu como atéia convicta sinto a liberdade de poder me expressar nesse espaço. Nada mais justo.
Uma reflexão...



O primeiro clipe – Madonna – Like Prayer  http://www.youtube.com/watch?v=lA983t3Rdzs

    Adoro a devoção da Madonna diante de um homem negro, remetendo a idéia de mouro, talvez... Adoro a devoção dela beijando os pés do homem(no clipe), de como se ele fosse um espécie de santo, talvez o próprio Jesus ( afinal ele era do oriente – portanto poderia ser negro) . Gosto da câmera focando os adornos da igreja: velas, cruzes, mantos... Gosto dela de joelhos. Eu mesma gosto de ajoelhar-me nele, e queria estar de joelhos na frente dele agora, para sorver a sua vida pela minha boca e o dominar com meus lábios: Uma forma de oração perfeita. Porque o amor é uma religião e o sexo sua extensão para o mundo, talvez sua personificação. Adoro a ideia  de ser devota de alguém. Adoro pensar na simbologia da cruz...ela significa libertação deste corpo, para outro corpo, o qual eu queria morar para sempre. A prisão final é uma forma de libertar-se... A parte final do clipe é perfeita, fogo, cruzes, olhares, movimentos sensuais e o homem em cima dela. Perfeito. C’est l’amour! Assim q deve ser, não? 

 Olhe a devoção desta mulher...


Segundo Clipe – Alejandro – Lady Gaga http://www.youtube.com/watch?v=niqrrmev4mA

    Adoro ver a Lady Gaga dominando este monte de homens que aparece no clipe. Analogicamente a um exercito gay... Adoro! Queria dominar um exercito assim. Gosto do funeral inicial, o que é a morte senão uma forma de libertação? Ela é a única certeza que temos em nossa vida toda, mas a negamos. O homem nega o que é natural. Talvez, minhas únicas certezas da vida sejam: a morte e ele. Gosto da lady Gaga com um crucifixo na mão...engolindo-o...como se deve engolir outra coisa. O que é o sexo oral senão uma maneira de devoção? Gosto da flagelação que o clipe apresenta. Eu sou meio masoquista. Adoro olhar os corpos quase nus, a simulação sexual, o fogo e toda sensualidade crônica que ele traz. Eu tenho um Alejandro. Acho que sim. E queria dizer para ele que já aprendi a coreografia do clipe. Talvez eu possa dançar devotamente para você. Você quer, Alejandro? 

 Posso me devotar assim a você...Vc me quer?

Nota Linguistica: Misturo as pessoas( tu e ele) propositalmente, pois às vezes ele tá perto e outras muito longe de mim...Muito longe para me enxergar e me resgatar. O importante é que a lingüística sendo minha amiga torna possível: ele ou tu( você). E o erro se torna minha maior dádiva. 

Nota do blog: A trilha sonora do dia, hoje,  são as duas canções citadas acima. E a blogueira aqui não é uma louca, apenas uma apaixonada tentando resgatar todo seu erotismo perdido. Querendo sair do platonismo e personificar seu amor.

11 comentários:

alex disse...

hummmm!
Um post quente!
Adorei menina, provoca a imaginação.
Acho que terei bons sonhos essa noite, depois de ter lido você.

WiLL disse...

Daniela polêmica:

Não creio q seu post seja censurado. Há alguém com poder para isso?
Acho interessante seu magnetismo erótico pelos símbolos religiosos, litúrgicos. Q visão diferente! "A religião e o sexo são duas coisas muito próximas". Escândalo mesmo.
"Para mim igrejas são lugares sexualmente muito atrativos" Nossaaa, nem sei mais o que dizer!!!
rsrs
E a devoção? O ajoelhar-se, o engolir a cruz. O oral. Ajoelhar-se para sorver a vida pela boca. Uau.
Este post foi para chocar mesmo, né?! Uma forma de libertação?
Ah... vc filosofou legal sobre a morte e a liberdade. Gostei muito.
Sem falar q vc fala "dele", ainda que tenha me mandado mensagens no celular dizendo que não o queria mais hahahah frescurinha, né?!
Parabéns, linduxa. Vc está se superando.

Anônimo disse...

Senhorita Dani

A senhorita irá para o inferno. Mas, caso vá, me leve junto. Irei adorar.
Seu texto é muito erótico esta mistura realmente provaca uma imaginação muito louca.O Alex tem razão.
Discursou sobre a cultura pop, sobre o sexo e a relação com a religião, fora q falou da liberdade. Nossa! Vc tem uma capacidade incrivel de tratar de vários assuntos com maestria. Parabéns, minha filosofa( quem derá ser da alcova...rs).
Vc é louca, adoravelmente louca. Escandaliza lindamente. Quem aqui não gostaria de ser ele? Acredito que todos q a lê.
Não consigo parar de ver o clipe da lady gaga. rs
Vamos marcar um café? bjo
Você está cada dia mais linda. Te vi ontem, realmente, uma atriz dos 30 ou 50. Mas, achei vc ontem parecida com a atriz Claudia Abreu. Fora a Patricia Marx. rs Vc é singular, de uma beleza clássica.
Júnior

Anônimo disse...

Vc deveria ter mais respeito pela igreja e por Jesus.
Vc é uma vagabunda. tenha vergonha na cara, piranha! E apague isso, envergonha a sociedade.

WiLL disse...

Olá, Anônim@!
Vamos tomando vergonha na cara, sim! Começando por vc, hipocritazinh@ que sequer tem coragem de identificar-se. Liberdade de expressão não significa xingar. Vc deve ser uma pessoa bem menos q medíocre, pq a mediocridade é ficar na média (pelo menos era esse o sentido primeiro da palavra).
Bom, não estamos participando do blog para xingar. Se vc não concordar com algo, tem todo o direito de se expressar. Porém, se fosse um ser com um pouco mais de cultura, educação e consciência, o faria de um modo mais elegante, inteligente e eficaz. Como é desprovid@ dessas qualidades, o que te resta é xingar. Quando não há argumento, sobra a violência!
Vc poderia ter demonstrado toda sua repugnância pelo que a Dani escreveu, mas poderia tê-lo feito diferente...
Freud diria que vc projeta nos outros suas próprias frustrações. Vc vê alguém fazendo o q vc não tem coragem, por N motivos, e condena quem consegue se expressar.
O pior é que continuar uma "conversa" com um ser desses é impossível!
Ah... só pra vc saber, eu sou cristão, católico e espírita!

Girassol disse...

Alex, Júnior e Will,

Obrigada pela delicadeza de sempre. Pelas palavras gentis e por me seguir. Adoro vcs aqui! :)
Qto oo comentário indelicado e anonimo abaixo, acho q falou coragem da pessoa, afinal ofender alguém moralmente pode ser crime. Faltou coragem, o q é bem tipico de pessoas sexualmente com problemas.
O blog é uma forma de comunicação horizontal, por isso tomei a decisão de não moderar comentários, isso não seria democratico da minha parte. Acredito na livre expressão e q as pessoas tem q colocar p fora o q tá dentro delas. E moderar seria retalhar o q acho de mais bonito. Por isso tb optei em retornar ao blog. Ele me liberta. :)
Primeiro, fique claro se meu post ofende alguem, infelizmente, nao leia-o. Aqui é meu espaço, sem editores, sem amarras, sem linha editorial, aqui é a daniela q manda e aguenta todas as consequencias.
Reitero tudo o q disse no post. A religião o q é senao uma forma de dominação de corpos e almas? Uma forma de dominação economica e de morte da vida...pois ela nos tira a capacidade de sermos humanos.
bjosss
dan

WiLL disse...

Ahhh
Esqueci de comentar do dialogismo e intertextualidade no seu texto. Especificamente do lance da arte como "obra aberta". Muito bem, lembrando o conceito de alienação de Marx e Hegel discutido por Umberto Eco.

Camila Custodio disse...

Hahaha!
Garota polêmica! (Adoro!)
Para chocar (ou não) os aparentemente puritanos, digo:
-Opinião é quem nem cú. Cada um tem o seu!

Já o respeito é bom e todo mundo gosta, né?
Beijos

alex disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
alex disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
alex disse...

e para um excelente e polemico post,
não poderia faltar um troll, e um troll religioso, deve ter vindo direto da inquisição para comentar.
Algo mais, para admirar em você, eu não teria tanta paciência com um troll desprezível e covarde, você é democrática e tolerante.
Você esta cada dia melhor.