quarta-feira, dezembro 27, 2006

A esperança nos meus dedos




Segundo o dicionário de língua portuguesa Aurélio, a palavra “ESPERANÇA” é um substantivo feminino (De esperar + -ança.), e significa: 1.Ato de esperar o que se deseja. 2.Expectativa, espera. 3.Fé, confiança em conseguir o que se deseja. 4.Aquilo que se espera ou deseja. 5.Rel. A segunda das três virtudes teologais, simbolizada por uma âncora. 6.Bras. Zool. Inseto ortóptero, tetigonióideo, de antena setácea, geralmente mais longa que o corpo, pernas espinhosas, e ovipositor ensiforme. Tem, de ordinário, cor verde. ( esta ultima definição me lembrou um conto da Clarice Lispector chamado esperança. O conto é maravilhoso)

E é ela. A esperança. Que motiva a vida! Afinal sem esperança nossos sonhos morrem. E deixamos de correr atrás de nossos objetivos e metas. Há esperança para meu novo ano. O ano de 2007 promete! Tenho esperança. Esperança de um ano melhor. De um novo trabalho. De fazer aquilo que realmente eu gosto. Esperança de um cobertor de orelha nas noites frias. De colo quente. E de beijo todos os dias. Esperança de ser mais controlada em todos os sentidos. Esperança de segurar mais a onda. Esperança de dizer exatamente o que sinto, sem medo. Esperança de emagrecer. Esperança de me encontrar. Esperança de ser eu, verdadeiramente.

Sendo a esperança um motivador. Ela é fundamental para podermos agir. Sempre quando acredito de verdade no quero, o desejo acontece. Mas, com muito esforço e foco. Acho que eu perdi muito meu foco nesses últimos anos. Em todos os sentidos. E estou me reconstruindo. Por isso, acho que emagrecer será um processo lento, mas duradouro.

Meus amigos, no natal eu exagerei. Comi muito e o pior bebi muito. Excedi sim. Mas to me livrando da culpa. Porque ela me faz comer mais. Engraçado como esse lance é louco. Mas quando me sinto culpada, rejeitada como mais. Como que se eu quisesse me suicidar na comida e provar pra mim mesmo que eu não mereço muita coisa. É louco, mas é real e doentio. Tenho noção disso. E a esperança me move agora.

Eu preciso do apoio dos meus familiares, amigos e de um bocado de esperança pra vencer isso. Pra vencer eu mesmo. Minha pior inimiga agora sou eu às avessas.

Que venha 2007! Cheio de esperança e renovação!

Abraços com carinho, Dani

4 comentários:

Bartira Betini disse...

oi miga. o negócio é enfrentar os deslizes e nao desanimar. merecemos e seremos mais magras... acreditemos nisso :)

Bartira Betini disse...

ah! uma dica. para receber bastante visitas visite as vlogueiras light, coloque os links delas no seu bloguinho que logo vc terá uma grande corrente de amigas

Rosi disse...

Oi, miga, isso mm:comece o ano com esperanças e forças renovadas.Nós vamos conseguir o q desejamos se nos esforçarmos.Não adianta esperar cair do céu.Vamos fazer tb a nossa parte,ok?Pra isso estamos aqui nos dando as mãos.Conta comigo!T desejo um Feliz Ano Novo com mt vontade de alcançarmos nossos sonhos e objetivos.Vamos manter contato p/ nos apoiarmos mutuamente.Tenha fé:a gente vai conseguir. T linkei,tá?
bjs

Vera Figueiredo disse...

Dany
Este comentário é só para dizer-te para que nunca desistas dos teus sonhos, pois como uma pessoa muito sábia me disse uma vez Corajoso não é quem sonha, mas sim quem corre o risco de viver os sonhos.
Continuas a mesma Dany que conheci há quase 12 anos! só estás mais amadurecida, mas a tua essencia franca, frontal, sincera e honesta é a mesma.
Fitcha coragi e pôi cabeça riba lâ. Beijinhos